BIELORRUSSOS ASSEGURAM 2.º LUGAR

Fotos: Américo Dias/FPV/CEV

Num jogo marcado pelo nervosismo, a Bielorrússia venceu hoje Portugal pela margem tangencial (3-2: 17-25, 22-25, 25-20, 25-20 e 20 – 18), mas que foi suficiente para assegurar o segundo lugar no 2.º torneio da Pool C da Golden League, que teve por palco o Pavilhão Desportivo Municipal de Santo Tirso (com transmissão televisiva em directo na Sport TV).

Bielorrússia x Portugal, 3-2 (17-25, 22-25, 25-20, 25-20 e 20-18)

A Bielorrússia entrou bem no jogo (3-0), mas Portugal conseguiu igualar aos 9 pontos com um ataque de Marco Ferreira e passar para a frente com um serviço de Miguel Tavares Rodrigues. Outro «ás» do distribuidor lusitano distanciou ainda mais a equipa de Hugo Silva (13-9). Os serviços dos portugueses criavam problemas na recepção dos bielorrussos e André Marques, com um ataque ao primeiro toque, aumentou a contagem (19-12).
A vitória por 25-17 premiou a eficácia e a garra evidenciadas pela Selecção Nacional. Miguel Rodrigues, Marco Ferreira e Maksim Shkredau, todos com 4 pontos, lideravam os melhores pontuadores.

A Bielorrússia entrou melhor (2-0), mas o começo do segundo set foi extremamente equilibrado. Até aos 17-15, favorável aos bielorrussos, nenhuma equipa tinha conseguido voltar a liderar o marcador por mais de um ponto. Um serviço directo de Lourenço Martins motivou os portugueses (23-20), que voltaram a vencer: 25-22.
Destaque neste set para os seis pontos rubricados por Marco Ferreira.

Portugal entrou bem no terceiro set, com um serviço de Marco Ferreira a criar uma vantagem de três pontos (8-5). Kanstantsin Panasenka reduziu para a diferença mínima (8-7) e pouco depois a Bielorrússia voltou a repor equilíbrio no jogo.
Um potente serviço de Uladzislau Davyskiba deu vantagem à equipa de Viktar Beksha. Hugo Silva reuniu com os seus jogadores, tentando cortar o ímpeto dos bielorrussos, mas estes começaram a crescer em confiança e qualidade de jogo (17-13) e só pararam quando conseguiram o triunfo por 25-20, selado com um ataque de Artsem Masko.
Destaque para os cinco pontos de Uladzislau Davyskiba, dois dos quais serviços muito importantes no desenrolar do set.

O equilíbrio manteve-se no quarto set. A Bielorrússia logrou afastar-se um pouco (15-12) com ataques de Uladzislau Davyskiba. A vencer por 20-16, a Bielorrússia protagonizou um episódio que lhe custou um cartão vermelho, mas manteve-se firme na liderança do marcador até aos 25-20, com um ataque de Maksim Shkredau, autor de 8 pontos neste parcial.

No quinto e derradeiro set, os bielorrussos chegaram-se à frente (5-3), mas André Marques igualou e um ataque desperdiçado por Masko fez a liderança mudar de mãos. Neste verdadeiro jogo de nervos, que fez desperdiçar muitos serviços às duas equipas, bem como alguns ataques, os bielorrussos acabaram por ser mais felizes e venceram por 20-18.

O bielorruso Uladzislau Davyskiba, com 26 pontos, e Marco Ferreira, com 21, foram os melhores pontuadores das respectivas selecções. Ver estatística aqui

Viktar Beksha, Treinador da Bielorrússia:
Queríamos vencer este jogo, porque era o último e era com a equipa da casa, que foi nossa rival na fase de qualificação e na Golden League. Inicialmente cometemos muitos erros e Portugal esteve muito bem no serviço. Depois, descontraímos, deixámos de cometer tantos erros e começámos a jogar mais rápido nas combinações de ataque. Portugal jogou bem e valorizou ainda mais este triunfo, que nos deixa muito satisfeitos.”

Hugo Silva, Treinador de Portugal:
Creio que nos despedimos aqui de Santo Tirso com a imagem que queríamos deixar na primeira parte da nossa preparação, que abrangeu a fase de qualificação e a European Golden League. Uma imagem alicerçada na força do colectivo, do querer e do lutar sempre até ao fim. Agora vamos continuar a trabalhar e a preparar-nos para a fase final do Europeu, onde queremos continuar a fortalecer a equipa e, assim, colher frutos do trabalho que estamos a realizar“.

European Golden League – Pool C

2.º Torneio (Portugal)

Jogos no Pavilhão Desportivo Municipal de Santo Tirso

4 de Junho
Turquia x Bielorrússia, 3-0
República Checa x PORTUGAL, 3-0

5 de Junho
Bielorrússia x República Checa, 1-3
PORTUGAL x Turquia, 0-3

6 de Junho
República Checa x Turquia, 1-3
Bielorrússia x PORTUGAL, 3-2

Árbitro português: Pedro Lopes Pinto

1.º Torneio (Bielorrússia)

Jogos no Chyzhovka-Arena, Team Sports Hall Minsk
(horas em Portugal continental)

28 de Maio
República Checa x Turquia, 1-3

29 de Maio
PORTUGAL x Turquia, 0-3
Bielorrússia x República Checa, 3-1

30 de Maio
República Checa x PORTUGAL, 2-3
Turquia x Bielorrússia, 3-0

31 de Maio
12h00 – Bielorrússia x PORTUGAL, 3-2

Todas as informações sobre a European Golden League em www.fpvoleibol.pt/euroleague2021

Comitiva Portuguesa em St.º Tirso

Team Manager – Carlos Prata
Seleccionador Nacional – Hugo Silva
Treinador Adjunto – Filipe Vitó
Scouter – João Santos
Médico – Diogo Dias
Fisioterapeuta – Daniel Vilas-Boas

Atletas

Miguel Rodrigues (Cuprum Lubin/Polónia) – Distribuidor
Tiago Violas (SL Benfica) – Distribuidor

Phelipe Martins (Leixões SC) – Central
Filip Cveticanin (SC Espinho) – Central
Gerson Gomes Pereira (Martigues VB/França) – Central
Nuno Teixeira (VC Viana) – Central

Alexandre Ferreira (Seoul Woori Card Wibee VB/Coreia do Sul) – Zona 4
Lourenço Martins (SAEMS Tourcoing/França) – Zona 4
Sebastião Leão (AA São Mamede) – Zona 4
André Marques (Castêlo da Maia GC) – Zona 4

Dinis Leão (SC Espinho) – Oposto
Marco Ferreira
 (Al Jazira SC/Emirados Árabes Unidos) – Oposto

Ivo Casas (SL Benfica) – Libero
João Fidalgo (Sporting CP) – Libero

Selecções da Pool C

Portugal    /    Bielorrússia   /  República Checa  /   Turquia

Partilhar: