DUPLAS PORTUGUESAS NO CIRCUITO MUNDIAL

As duplas portuguesas de Voleibol de Praia João Pedrosa/Hugo Campos e Beatriz Pinheiro/Inês Castro vão disputar o Sofia Beach Open 2, etapa de uma estrela do Circuito Mundial (Beach Volleyball World Tour), a decorrer de 10 a 13 de Junho na capital da Bulgária.

As duplas lusitanas partem amanhã, sendo acompanhadas pelo treinador Ricardo Rocha.

Para esta importante competição, montra dos atletas de Voleibol de Praia do futuro próximo, os nossos representantes partem com objectivos bem definidos e com ambições próprias, mas objectivos diferentes, pois como refere Ricardo Rocha, “neste momento, a realidade dos rapazes e a das raparigas é diferente”.

O João e o Hugo vão já a caminho da sua terceira prova internacional no espaço de menos de um mês, ou seja, o seu ritmo vai ser um bocadinho superior, até porque estão mais habituados a competir em torneios com um nível mais exigente como o dos opens do Circuito Mundial, onde não há limite de idade e as duplas são já muito experientes”, salienta o técnico, adiantando:
A nossa postura vai ser de tentar vencer jogo a jogo. Foi assim que tivemos sucesso na primeira prova [entrada na fase de qualificação e conquista da medalha de bronze no Sofia Beach Open 1], pensando adversário a adversário e não no que poderia acontecer mais para a frente se ganhássemos ou se perdêssemos. Disputar a qualificação não é fácil porque qualquer derrota é sinónimo de eliminação, mas nós sabemos que temos qualidade e já demonstrámos que conseguimos defrontar, e ser competitivos, duplas com um nível tão elevado como as que disputam o Circuito Mundial”.

Quanto a Beatriz Pinheiro e Inês Castro, “a realidade é diferente pois é a primeira prova em que vão participar desde o Europeu de Sub-22 [Setembro de 2020]. Já passou algum tempo e é visível alguma ansiedade e motivação para competir. Isso é natural, passou-se com os rapazes e o que temos a fazer é tentar deixar os nervos e a pressão de fora, disputar jogo a jogo e tentar pôr em campo aquilo que temos vindo a treinar, sabendo que a competição é uma realidade diferente do treino, pois envolve condicionantes muito diferentes”, sublinha Ricardo Rocha, concluindo:
O objectivo é que elas ganhem o seu espaço nestes torneios e que se comecem a habituar a jogar e a… ganhar”.

A dupla portuguesa, formada há pouco tempo, regista no último par de anos um 4.º lugar no Campeonato Nacional de seniores femininos, em 2020, e um 25.º lugar no Europeu de Sub-22, bem como um 5.º lugar nos Jogos do Mediterrâneo, em 2019, de Beatriz Pinheiro (dupla com Vanessa Paquete).

Ver currículo de Inês Castro aqui e de Beatriz Pinheiro aqui

Apesar da sua juventude, João Pedrosa e Hugo Campos têm já um registo significativo nos últimos anos:

2021
World Tour 1* (Sófia/Bulgária) – 3.º lugar
Europeu Sub-22 (Baden/Áustria) – 9.º lugar
World Tour 4* (Ostrava/Rep. Checa) – 41.º lugar
2020
Europeu Sub-22 (Izmir/Turquia) – 17.º lugar
World Tour 1* (Montpellier/França) – 9.º lugar
2019
Jogos do Mediterrâneo – 5.º lugar
World Tour 1* (Knokke-Heist/Bélgica) – 21.º lugar
World Tour 4* (Espinho/Portugal) – 25.º lugar
Europeu Sub-20 (Gotemburgo/Suécia) – 17.º lugar
2018
Torneio WEVZA (Quarteira/Portugal) – 4.º lugar
Europeu Sub-20 (Anapa/Rússia) – 25.º lugar
Europeu Sub-18 (Kazan/Rússia) – 17.º lugar
2017
CEV Youth Continental Cup – 3.º lugar

Ver currículo de João Pedrosa aqui e de Hugo Campos aqui

Entretanto, o português Rui de Carvalho foi nomeado para o FIVB Beach Volleyball World Tour Gstaad, etapa de 4 estrelas do Circuito Mundial de Voleibol de Praia, a disputar na Suíça de 6 a 11 de Julho.

Partilhar: