História do Voleibol de Praia em Portugal

A prática do voleibol nas praias portuguesas tem a sua origem nos anos cinquenta, quando, em algumas das praias mais frequentadas, como, Espinho, Matosinhos, Póvoa de Varzim, Figueira da Foz, Vila Praia de Âncora, Costa da Caparica, Carcavelos, Paços de Arcos e Praia das Maçãs, os banhistas começaram a sua prática.

A primeira referência oficial ao Voleibol de Praia encontra-mo-la na acta da reunião da Direcção da Federação Portuguesa de Voleibol de 14 de Junho de 1967 quando é tomado conhecimento do ofício enviado por “Public Parks and Recreation Administration” de Porto Rico, comunicando a realização do 1º Torneio Mundial de Praias em equipas de 2 jogadores.

Em 12 de Julho desse ano, a F.P.V. decide organizar um “Torneio de Praias” podendo cada praia participar com mais de uma equipa. Desta decisão foi dado conhecimento a todas as Associações. Sabe-se ainda que, em 26 de Julho foi apreciado pela direcção da F.P.V. o ofício da Comissão Municipal de Turismo da Póvoa de Varzim disponibilizando a praia da Póvoa para a realização do Torneio. Dias depois, a Junta de Turismo de Vila Praia de Âncora manifesta idêntico interesse.

Em 23 de Agosto desse ano a Direcção da F.P.V. decide relativamente ao 1º Torneio:
“Organizar uma fase regional constituída por dois grupos:
– Grupo Norte: para as equipas da Póvoa de Varzim e Vila Praia de Âncora;
– Grupo Sul: com as equipas da Praia das Maçãs, Ericeira, Costa da Caparica e Barreiro; Decide ainda que a Final se realizaria na Figueira da Foz em 23 de Setembro e atribui um subsídio de mil escudos a cada uma das equipas finalistas”.

Este 1º Torneio de Voleibol de Praia foi ganho por uma equipa da Póvoa de Varzim denominada “Os Catedráticos”. O 2º Torneio realizado no ano seguinte tem o seguinte desfecho:
1º Classificado: Praia do Alemão – Matosinhos
2º Classificado: Praia de Peniche

Durante a década de 70 a prática do Voleibol de Praia atravessa uma fase de ofuscamento à qual não serão alheios os acontecimentos sócio-políticos que o país viveu […]

VERSÃO COMPLETA [PDF]

(em actualização…)