EUROVOLLEY: UCRANIANAS DERAM A VOLTA E VENCERAM


Fotos: Américo Dias / FPV / CEV

A Ucrânia deu hoje uma imagem da sua força técnica e mental ao virar completamente um resultado desfavorável e conquistar a primeira vitória (3-1: 20-25, 25-21, 25-23 e 25-19) na prova, com 15 blocos a susterem o ímpeto ofensivo das portuguesas na Pool B de qualificação para o Campeonato de Europa de 2021 – seniores femininos, a disputar no Centro de Desportos e Congressos de Matosinhos até domingo. A  ausência forçada da Geórgia (dois casos positivos no plantel) faz com que a Suécia tenha folgado hoje e Portugal folgue amanhã, defrontando a Suécia no domingo (15h00/Sport TV). Para amanhã está igualmente agendado apenas um jogo: o Suécia x Ucrânia.

Desde logo, um facto saltava à vista: a diferença de estatura entre as jogadoras das duas equipas, com a Ucrânia a apresentar todas as jogadoras do seis-base acima de 1,80 e três com mais de 1,90 metros, cujo bloco constituía um verdadeiro muro.

No primeiro set, João José fez alinhar uma equipa onde se mesclava juventude e experiência. E foi a experiente Marta Hurst, capitã de equipa, a mostrar o caminho às jovens jogadoras portuguesas (10-6). Júlia Kavalenka, que este ano actuou em Itália, e Aline Timm Rodrigues aumentaram a distância (14-10).
O bloco ucraniano, com destaque para Diana Meliushkyna, central de 1,89 metros, procurava suster o ataque luso, mas Ana Vale deu o golpe de misericórdia: 25-20.

A luta entre o ataque português e o bloco de Meliushkyna & Companhia manteve-se no segundo set, com vitórias e derrotas para ambos os lados. Portugal conseguiu apanhar a Ucrânia na recta final do set (20-20), mas a equipa de Vladimir Orlov aguentou bem o golpe e selou o triunfo com um ataque de Bohdana Anisova: 25-21.

A luta ofensiva/defensiva continuava e e as combinações de ataque entre a distribuidora Olga Skrypak e a central Yuliya Gerasymova provocavam mossas na defesa de Portugal, que, não obstante, marcava a cadência no marcador. Tudo se alterou quando as ucranianas conseguiram quebrar essa tendência e transformaram uma igualdade a 23 pontos no seu segundo triunfo no jogo: 25-23.

No quarto set, Aline Timm e Júlia Kavalenka distanciaram Portugal (6-3), que aumentou a contagem com um serviço de Ana Vale. Quando as coisas pareciam tranquilas para as locais, as ucranianas exerceram pressão no ataque (Karyna Denysova) e serviço e somaram seis pontos consecutivos, passando a liderar o marcador… A reviravolta enervou as portuguesas, que viram a sua adversária distanciar-se… até à vitória final: 25-19.

Bodhana Anisova, com 21 pontos, e Júlia Kavalenka, com 18, foram as melhores pontuadoras. Ver estatística aqui

João José, Treinador de Portugal:
Começámos bem, a cumprir com as tarefas, mas depois não conseguimos manter esse comportamento ao longo do jogo. Precisamos de ser mais decisivos e manter essa atitude até ao fim. Do outro lado esteve uma selecção fisicamente superior e com mais opções no banco. Agora vamos analisar o jogo e ver como o grupo reage a este resultado, e quando digo o grupo quero dizer nós todos, pois é esse o espírito colectivo que queremos implementar nesta equipa, somos como um só“.

Vladimir Orlov, Treinador da Ucrânia: “Foi um jogo de nervos. As jogadoras estavam muito ansiosas. Era o nosso primeiro jogo, defrontávamos a equipa da casa, que também queria ganhar. Foi um jogo muito intenso que deve ter agradado bastante a quem o pôde seguir aqui ou através da televisão. Psicológica e fisicamente foi um jogo intenso, mas a qualidade técnica e táctica não foi tão boa. Suécia? Pensaremos amanhã nisso, pois todos os jogos são importantes, mas posso assegurar que vamos jogar para ganhar“.

Como curiosidade, refira-se que as duas selecções estrearam novos seleccionadores, João José, antiga estrela da Selecção Nacional de Seniores Masculinos, e Vladimir Orlov, treinador búlgaro com currículo firmado sobretudo ao serviço de clubes do seu país.

No Suécia x Ucrânia, a tradição recente (2012 a 2019) é nitidamente favorável à equipa de Leste, já que venceu a última mão cheia de encontros na Liga Europeia.

Jogos – Matosinhos

7.05.2021
16h00 – Geórgia x Suécia (não se realiza)
19h00 – Portugal x Ucrânia, 1-3

8.05.2021
15h00 – Suécia x Ucrânia
18h00 – Geórgia x Portugal (não se realiza)

9.05.2021
15h00 – Ucrânia x Geórgia (não se realiza)
15h00 – Suécia x Portugal

À atenção da Comunicação Social

A pandemia de Covid-19 obrigou a que fossem aplicadas medidas que limitam o número de pessoas presentes em eventos desportivos e condicionou o contacto entre os representantes da Comunicação Social e o Departamento de Informação da FPV.
Os pedidos de acreditação deverão ser efectuados por jornalistas (fotojornalista/repórter de imagem) que representem Órgãos de Comunicação Social. não sendo permitido recolher dados estatísticos para além daqueles que são fornecidos pela organização da competição.
IMPORTANTE: Os jornalistas e os fotógrafos não têm acesso à área do jogo, nem durante nem no final, não sendo possível fazer reportagens no recinto do jogo.

Assim, e no sentido de facilitar o trabalho dos jornalistas na cobertura da:

Pool B de qualificação para o Campeonato de Europa 2021 de Seniores Femininos – 1.º Torneio nos dias 7 a 9 de Maio no Centro de Desportos e Congressos de Matosinhos.

Os jogos serão transmitidos em directo pela  Sport TV

Equipas:
Portugal / Geórgia (não está presente) / Ucrânia / Suécia

Resultados, fotos e estatística em https://eurovolley.cev.eu/en/women-2021/

Mais informações aqui

A acreditação dos jornalistas que solicitaram credenciais é efectuada à entrada para o pavilhão.

Documentos importantes

Regulamento para a Retoma da Prática Competitiva aquiParte mais específica para jornalistas aqui

Partilhar: