JOGO COM A BÉLGICA PODE ABRIR CAMINHO NO EUROPEU

O jogo de estreia de Portugal no Campeonato da Europa de Seniores Masculinos 2021 não defraudou as expectativas, ainda que o resultado (1-3: 16-25, 25-22, 16-25 e 19-25) frente à Polónia não tenha sido o desejado.

Após um set inicial em que revelaram nervoso miudinho, os lusitanos bateram-se sem receio com os bicampeões mundiais e conseguiram criar dificuldades àquela que é apenas a segunda melhor selecção no ranking internacional.
Ainda que a espaços, a Selecção Nacional, orientada por Hugo Silva, levantou já um pouco o véu daquilo que pode fazer nesta edição do EuroVolley, a segunda consecutiva que disputa, e revelou pormenores que aguçaram o apetite aos adeptos relativamente ao jogo de amanhã (16h30/Sport TV) frente à Bélgica, este sim já um adversário ao nível de Portugal.
No final, e a justificar plenamente a diferença que o público faz em qualquer espectáculo desportivo, sobretudo no Voleibol, Hugo Gaspar, que hoje completou 39 anos de idade, foi surpreendido pelo «Parabéns a você» cantado pelos milhares de polacos que acorreram ao Tauron Arena de Cracóvia.

Polónia x Portugal, 3-1 (25-16, 22-25, 25-16 e 25-19)

1.º Set
Profundo conhecedor da forma de actuar dos portugueses, o belga Vital Heynen não facilitou e colocou em campo os melhores jogadores da Polónia.
Muito fortes nas acções ofensivas, sobretudo no ataque (Michał Kubiak), os polacos mostraram-se também agressivos no serviço, conseguindo três ases mas falhando seis serviços.
Denotando muito nervosismo no início e sempre muitas dificuldades em ultrapassar o alto e sólido bloco contrário, os pupilos de Hugo Silva não conseguiram aproximar-se no marcador, pese embora os dois serviços directos rubricados por André Lopes (19-14). Resultado: 25-16 para a Polónia.

2.º Set
Os portugueses entraram neste parcial com outra determinação e… tranquilidade.
A perder por 5-8, os portugueses igualaram aos 12 pontos, com dois serviços de Alexandre Ferreira, e a adiantaram-se com blocos de André Lopes e de Phelps Martins (16-13).
A Polónia reagiu e os ataques de Wilfredo Leon fizeram mossa na defesa lusitana, aproximando os polacos (16-18).
Porém, esbarrando na crescente confiança e maior solidez defensiva dos portugueses, que também atacavam com outra perspicácia, os polacos, na ânsia de se aproximarem no marcador, cometeram erros que foram fatais, com destaque para o serviço falhado que deu o triunfo a Portugal: 25-22.

3.º Set
Os polacos aprenderam bem a lição e reentraram em força no jogo (3-0), com destaque para o inevitável Leon.
Não conseguindo apresentar a consistência e a concentração evidenciadas no set anterior, Portugal acabou por nunca poder discutir a vitória no parcial. Resultado: 25-16 para a Polónia.

4.º Set
Após um equilíbrio inicial (5-5), a Polónia imprimiu maior pressão nas acções ofensivas. O seu side-out começou a fazer a diferença, com a boa leitura de jogo do distribuidor Fabian Drzyzga a multiplicar os pontos no ataque. Conjugando com isso a eficácia do bloco, a equipa orientada por Vital Heynen assegurou o primeiro triunfo na Pool A, selando com um 25-19 o resultado do quarto set.

Bartosz Kurek, o possante oposto da Polónia, foi o melhor pontuador do jogo, com 18 pontos, apenas mais três pontos que os amealhados por Alexandre Ferreira. Ver estatística aqui

No final, Hugo Silva salientou:
Foi um jogo difícil, sobretudo na recepção, onde faltou mais paciência para podermos pensar numa «negra». Mas o jogo deu-nos indicações boas no sentido em que a equipa, no limite, pode contrariar os mais favoritos. Como aquele que vamos defrontar amanhã, a Bélgica, que aposta forte neste Europeu e é uma selecção com a qual Portugal não se tem dado bem no passado.
É uma equipa que também tem um bom serviço, como qualquer selecção de topo, e jogadores com muita experiência como Sam Deroo, Stijn D’Hulst ou Tomas Rouseaux, que jogam ao mais alto nível nos campeonatos europeus.
Não podemos esconder que vai ser um jogo de muito sofrimento, mas reencontrando a consistência que nos identificou na qualificação, é possível o tal resultado positivo que nos abria desde logo outras perspectivas“.

A Selecção Portuguesa mede forças com as suas congéneres da Polónia, Bélgica, Sérvia, Ucrânia e Grécia na Pool A da fase de grupos do Campeonato da Europa de 2021.

Nos outros jogos da Pool A (Cracóvia) disputados hoje, a Ucrânia venceu (3-2) a Grécia e a Sérvia derrotou (3-1) a Bélgica.

Calendário e horário dos jogos da Selecção Nacional de Seniores Masculinos / directos na Sport TV:

Campeonato da Europa 2021

Calendário da Pool A – 1.ª Fase
(Cracóvia – Polónia/Hora de Portugal)

Dia 2 de Setembro
13h30 – Grécia x Ucrânia, 2-3
16h30 – Polónia x PORTUGAL, 3-1
19h30 – Bélgica x Sérvia, 1-3

Dia 3 de Setembro
16h30 – Bélgica x PORTUGAL
19h30 – Ucrânia x Sérvia
Folgam: Polónia e Grécia

Dia 4 de Setembro
16h30 –Bélgica x Grécia
19h30 – Sérvia x Polónia
Folgam: Portugal e Ucrânia

Dia 5 de Setembro
16h30 – PORTUGAL x Ucrânia
19h30 – Grécia x Polónia
Folgam: Sérvia e Bélgica

Dia 6 de Setembro
16h30 – PORTUGAL x Sérvia
19h30 – Polónia x Bélgica
Folgam: Ucrânia e Grécia

Dia 7 de Setembro
16h30 – Sérvia x Grécia
19h30 – Ucrânia x Bélgica
Folgam: Portugal e Polónia

Dia 8 de Setembro
16h30 – Polónia x Ucrânia
19h30 – Grécia x PORTUGAL
Folgam: Sérvia e Bélgica

Os jogos do Europeu 2021 serão transmitidos em directo no EuroVolley.TV (CEV) e na Sport TV

Comitiva Portuguesa

Team Manager – Carlos Prata
Seleccionador Nacional – Hugo Silva
Treinador Adjunto – Filipe Vitó
Scouter – João Santos
Médico – Ricardo Aido
Fisioterapeuta – Fábio Gonçalves
Jornalista – Murilo Augusto (Social Media FPV)

Convocatória (14 jogadores*)

Miguel Rodrigues (Cuprum Lubin/Polónia) – Distribuidor
Tiago Violas (SL Benfica) – Distribuidor

Phelipe Martins (Leixões SC) – Central
Miguel Sinfrónio (SL Benfica) – Central
Filip Cveticanin (SC Espinho) – Central
José Pedro Andrade (Esmoriz GC) – Central

Alexandre Ferreira (Seoul Woori Card Wibee VB/Coreia do Sul) – Zona 4
André Lopes (SL Benfica) – Zona 4
Lourenço Martins (SAEMS Tourcoing/França) – Zona 4
André Marques (Castêlo da Maia GC) – Zona 4

Marco Ferreira (Al Jazira SC/Emirados Árabes Unidos) – Oposto
Hugo Gaspar (SL Benfica) – Oposto

Gil Meireles (Sporting CP) – Libero
Ivo Casas (SL Benfica) – Libero

*Clubes em 2020/2021

Pool A, que tem sede na cidade polaca de Cracóvia, cruza nos oitavos-de-final com a Pool C, a disputar na cidade finlandesa de Tampere, grupo que é formado pelas selecções de Finlândia, Rússia, Holanda, Turquia, Espanha e Macedónia.

Para além da Selecção Nacional, destaque para a presença no EuroVolley 2021 de outro representante do nosso País, o internacional Ricardo Ferreira, que integra a equipa de arbitragem nomeada para a competição (inicialmente na Pool B, na República Checa).

Quanto às selecções, são 24 as que conquistaram o direito de disputar, de 1 a 19 de Setembro, a fase final do Campeonato da Europa de Seniores Masculinos 2021.
Às 12 selecções com participação previamente assegurada, 4 como organizadores (Estónia, Finlândia, Polónia e República Checa) e 8 como resultado da classificação alcançada na última edição da competição (Sérvia, Eslovénia, França, Rússia, Itália, Ucrânia, Alemanha e Bélgica), juntaram-se depois Holanda, Croácia (1.ª e 2.ª classificadas na Pool A), Bulgária (Pool B), Turquia, Macedónia (Pool C), Letónia, Espanha (Pool D), Eslováquia (Pool E), Montenegro, Grécia (Pool F), Portugal e Bielorrússia (Pool G).

Portugal e Bulgária foram as únicas selecções que venceram todos os jogos disputados na fase de qualificação. Ver mais informações aqui

Pela segunda vez na história da competição, o EuroVolley contará com 24 selecções participantes. Polónia, República Checa, Finlândia e Estónia encabeçam as pools que acolhem, respectivamente A, B, C e D.

Nos oitavos-de-final (11 a 13 de Setembro), os quatro primeiros classificados da Pool A defrontam os quatro primeiros da Pool C (1.º A x 4.º C, 2.º A x 3.º C, 3.º A x 2.º C e 4.º A x 1.º C) e os quatro melhores da Pool B enfrentam os da Pool D (1.º B x 4.º D, 2.º B x 3.º D, 3.º B x 2.º D e 4.º B x 1.º D).

Os quartos-de-final (14 e 15 de Setembro) serão disputados nas cidades de Gdansk (Polónia) e Ostrava (República Checa).

A Polónia receberá em Katowice as meias-finais (18 de Setembro) e o jogo de atribuição dos 3.º e 4.º lugares e Final do EuroVolley 2021 (19 de Setembro).

**Participações de Portugal na fase final do Campeonato da Europa:

1948 (Itália) – 4.º lugar (número reduzido de equipas por convite)
1951 (França) – 7.º lugar (número reduzido de equipas por convite)
2005 (Itália/Sérvia e Montenegro) – 10.º lugar
2011 (Áustria e República Checa) – 14.º lugar
2019 (Bélgica/Eslovénia/França/Holanda) – 20.º lugar

Partilhar: