HUGO SILVA: “ESTAMOS NO GRUPO MAIS DIFÍCIL”

A Selecção Nacional de Seniores Masculinos, orientada por Hugo Silva, fez um percurso imaculado no caminho para a fase final do Campeonato da Europa de 2021, tendo sido a única equipa, a par da Bulgária (pool de apenas três selecções) que terminou invicta a fase de qualificação para o EuroVolley.

Tudo começou com uma boa preparação e penso que foi decisivo para a boa prova que foi feita. É de salientar a enorme vontade de todos desde o primeiro dia em aceitarem o desafio ambicioso que lhes foi lançado.
Destaco também um outro factor decisivo, que foi a competitividade interna, que colocou todos fora da zona de conforto e que elevou a qualidade de cada treino e, consequentemente, a própria qualidade do jogo apresentada. Contudo, temos de perceber que os problemas da nossa Selecção não estão resolvidos e que temos de continuar a encontrar soluções para os anos difíceis que virão em função do aumento da qualidade do jogo da modalidade ano após ano.
Parabéns a todos, mas a qualificação já faz parte do passado e temos de continuar com uma vontade grande de evoluir e, assim, fazer crescer o nosso jogo, bem como procurar revelar cada vez mais jogadores”, destaca o Seleccionador Nacional.

A experiência e a juventude parecem ter sido misturadas na dose certa, pelo menos a julgar pelas exibições (e resultados) obtidas até ao momento:
A experiência traz a segurança que a juventude não tem e, para além disso, trata-se de jogadores que se conhecem bem de trabalhos anteriores da Selecção. Mas tudo só é possível quando todos temos a humildade de querer aprender e isto é válido tanto para o mais jovem como também para o mais velho. Todos perceberam que só juntos é que a Selecção poderia funcionar e creio que ficou bem provada em campo a veracidade desta ideia”.

Numa antevisão à European Golden League (EGL), que este ano apresenta adversários bem conhecidos: a Turquia (campeã em 2019); a Bielorrússia vice-campeã da prova e adversário que Portugal bateu (3-2 e 3-1) na fase de qualificação para o EuroVolley 2021, e a República Checa, com quem tem mantido um prolongado braço-de-ferro em termos de vitórias e derrotas nos jogos oficiais entre as duas selecções.

Já assumimos que o objectivo principal, sendo a qualificação, e na ausência de um leque de jogadores [Hugo Gaspar e André Lopes não disputarão a EGL e Alexandre Ferreira só regressará no 2.º torneio, em Santo Tirso], terá de passar por dar oportunidade aos menos utilizados de mostrarem o porquê de estarem numa Selecção como a de Portugal. Espero que todos aproveitem ao máximo o que é jogar ao mais alto nível uma competição internacional e assim colocarem-me a mim mais problemas naquilo que será, semana a semana, a escolha dos jogadores. Sendo a meta a vitória em cada jogo, entendo que deve ser dado tempo para quem vai ser lançado agora poder amadurecer e com tranquilidade ir atrás do que sempre ambicionamos, que é lutar pelos primeiros lugares em cada competição”, revela Hugo Silva, acrescentando:
Diria que integramos o grupo mais difícil nesta Golden League, pois estão aqui as equipas que ou ganharam ou foram às finais das últimas edições da prova, o que desde logo dá para perceber as muitas dificuldades que vamos ter, mas acredito que os adversários vão pensar o mesmo, até porque vão defrontar a única selecção invencível na qualificação, a par da Bulgária”.

European Golden League – Pool C

1.º Torneio (Bielorrússia)

Jogos no Chyzhovka-Arena, Team Sports Hall Minsk
(horas em Portugal continental)

28 de Maio
14h00 – República Checa x Turquia
17h00 – Bielorrússia x PORTUGAL

29 de Maio
14h00 – PORTUGAL x Turquia
17h00 – Bielorrússia x República Checa

30 de Maio
14h00 – República Checa x PORTUGAL
17h00 – Turquia x Bielorrússia

2.º Torneio (Portugal)

Jogos no Pavilhão Desportivo Municipal de Santo Tirso

4 de Junho
16h00 – Turquia x Bielorrússia
19h00 – República Checa x PORTUGAL

5 de Junho
15h00 – Bielorrússia x República Checa
18h00 – PORTUGAL x Turquia

6 de Junho
15h00 – República Checa x Turquia
18h00 – Bielorrússia x PORTUGAL

Árbitro português: Pedro Lopes Pinto

A European Golden League está a chegar e a Selecção Nacional de Seniores Masculinos, orientada por Hugo Silva, que integra a Pool C na fase preliminar da competição, vai voltar a defrontar adversários bem conhecidos: a Turquia (campeã em 2019), a Bielorrússia (vice-campeã) e adversário que Portugal bateu (3-2 e 3-1) na fase de qualificação para o EuroVolley 2021, e a República Checa, com quem mantém um prolongado braço-de-ferro em termos de vitórias e derrotas nos jogos oficiais entre as duas selecções.

A Selecção Nacional disputou a EGL pela última vez em 2018. Nesse ano, Portugal apurou-se para a Final 4, juntamente a Turquia, com quem travou um interessante duelo nas meias-finais (2-3), e a com a República Checa, que Portugal viria a vencer (3-1) na final da Challenger Cup, em Matosinhos, apurando-se para a Liga das Nações 2019.

A Liga Europeia nasceu em 2004. Em 2018, foi transformada na European Golden League e na European Silver League. A Estónia, a Holanda e a Eslováquia venceram a competição por duas vezes. A Turquia é a actual campeã da EGL e a Bielorrússia a vice-campeã.
Portugal venceu a Liga Europeia de 2010 e qualificou-se no 4.º lugar da European Golden League em 2018.

Apuram-se para a Final Four (19 e 20 de Junho, em Kortrijk) a selecção do país organizador (Bélgica) e os primeiros classificados de cada pool. O vencedor da Final Four, a disputar na Bélgica de 18 a 20 de Junho, embolsa um prémio de 125 mil euros. O prize money da prova é de 395 mil euros.

À atenção da Comunicação Social

A pandemia de Covid-19 obrigou a que fossem aplicadas medidas que limitam o número de pessoas presentes em eventos desportivos e condicionou o contacto entre os representantes da Comunicação Social e o Departamento de Informação da FPV.
Os pedidos de acreditação deverão ser efectuados por jornalistas (fotojornalista/repórter de imagem) que representem Órgãos de Comunicação Social, não sendo permitido recolher dados estatísticos para além daqueles que são fornecidos pela organização da competição.
*IMPORTANTE: Os jornalistas e os fotógrafos não têm acesso à área do jogo, nem durante nem no final do jogo, não sendo possível fazer reportagens no recinto do jogo.

FORMULÁRIO DE ACREDITAÇÃO aqui
(Enviar pedido para jorgecastro.fpv@gmail.com até 31 de Maio)

Selecções da Pool C

Portugal    /    Bielorrússia  / República Checa / Turquia

Partilhar: