Esteve presente em dois Campeonatos do Mundo. Em 1956, na França, tendo ficado em 15.º lugar, e em 2002, na Argentina (8.º lugar).


Disputou quatro finais do Campeonato da Europa:
- Em 1948, em Itália, atingiu o 4.º lugar. Em 1951, em França, alcançou o 7.º lugar.
- Em 2005, em Itália e na Sérvia e Montenegro, ocupou o 10.º lugar.
- Em 2011, na Áustria e na Sérvia, classificou-se no 14.º lugar.

Catorze participações na fase Intercontinental da Liga Mundial: Em 1999, onde obteve o 10.º lugar, 2001 (13.º lugar), 2002 (13.º lugar), 2003 (13.º lugar), 2004 (10.º lugar), 2005 (5.º lugar), 2006 (13.º lugar), 2011 (14.º lugar), 2012 (16.º lugar), 2013 (17.º lugar), (2014 (5.º lugar, G2), 2015 (-, G2), 2016 (2.º lugar, G2), 2017 (10.º lugar, G2).

Uma participação na Golden European League, com apuramento para a Final Four, seguida de vitória na Volleyball Challenger Cup 2018, garantindo a qualificação para a VNL – Liga das Nações de Voleibol 2019.

Três presenças em edições da Final Four da Liga Europeia: 2007, em Portimão, tendo obtido o 2.º lugar; em 2009, igualmente em Portimão, na qual se classificou no 3.º lugar, e em 2010, na cidade espanhola de Guadalajara, onde conquistou o 1.º lugar.

8.º lugar das Universíadas de Verão (Taipei 2017 Summer Universiade), a melhor classificação alcançada pelo Voleibol português na competição universitária.

1.º lugar no Torneio dos 60 anos da Federação Portuguesa de Voleibol, em 2007.

1.º lugar nos 1ºs Jogos da Lusofonia, em 2006, em Macau, e nos 2ºs Jogos da Lusofonia, em 2009, em Lisboa.