13-JUNHO-2018
ESTÓNIA E REPÚBLICA CHECA
DISPUTAM FINAL DA GOLDEN LEAGUE


A Selecção Nacional de Seniores Masculinos, comandada por Hugo Silva, vai defrontar a Turquia amanhã, às 16h00 locais (15h00 em Lisboa), no KV Arena, no jogo de atribuição do 3.º e 4.º lugares na Final Four da Golden European League, a disputar na cidade checa de Karlovy Vary.

A República Checa, que superou hoje nas meias-finais a Turquia (3-0: 25-22, 27-25 e 25-20) e a Estónia, que venceu (3-0: 26-24, 26-24 e 25-18) Portugal, disputam a Final, agendada para as 19h00 locais.

Estónia x Portugal, 3-0 (26-24, 26-24 e 25-18)

Arbitragem de Roy Goren (Israel) e Wojciech Maroszek (Polónia).

1.º Set
Portugal entrou bem no jogo, com um bloco de Marco Ferreira e um serviço directo de Miguel Rodrigues a darem vantagem inicial (2-0) à equipa das quinas. Um serviço de Phelipe Martins aumentou a distância (6-2).
A Estónia respondeu na mesma moeda e um serviço do seu distribuidor e capitão, Kert Toobal, aproximou as duas equipas no marcador (6-7). Um erro defensivo dos lusitanos permitiu a primeira igualdade (9-9). Um bloco de Phelps afastou novamente os portugueses (11-9)... mas
foi também com uma defesa alta que Andri Aganits, central de 2.07 metros, voltou a igualar (11-11).
Um erro de Portugal e um serviço directo de Oliver Venno, oposto... e zona 4 e o jogador mais alto em campo (2.10 m) deu vantagem pela primeira vez à Estónia (14-12).
Mais um ponto do gigante Oliver Venno (19-16) obrigou Hugo Silva a reunir com os seus jogadores. A conversa surtiu efeito (19-20, bloco de Caíque) e desta feita foi o treinador Gheorghe Cretu a chamar os seus pupilos. Portugal igualou (20-20) e os estónios pediram «video challenge system», mas sem razão... Mas fizeram valer o seu ponto de vista logo depois, num serviço que o árbitro considerou fora e que afinal era dentro (22-20).
Novo video challenger, a dar razão à Estónia (23-22).
Portugal bateu-se até ao último ponto, que foi contabilizado pelo central Timo Tammemaa (2.02) através de um bloco: 26-24.

2.º Set
A toada de equilíbrio manteve-se (8-8, com uma «fotografia» de Alex Ferreira ao distribuidor da Estónia) ao longo do tempo (12-12).
Um decisão do video challenger a seu favor empolgou Portugal (16-14), mas dois pontos do inevitável Oliver Venno (bloco e ataque) fizeram os pratos da balança penderem para o lado dos homens de Leste (17-16).
Um ataque ao primeiro toque do central Andri Aganits, seguido de um ataque de segunda linha de Venno complicaram ainda mais a vida aos portugueses (22-19).
Um bloco de Filip Cverticanin e um ataque de Caíque igualaram novamente a contenda (22-22), que se manteve com um ataque de Marco (24-24).
Contudo, dois erros na recepção deitaram tudo a perder e possibilitaram novo triunfo da Estónia por 26-24.

3.º Set
Portugal entrou bem (4-1), mas voltou a sentir enormes dificuldades para suster os ataques de segunda linha de Venno (6-6).
Quando conseguiu reagir, os ataques de Marco e Alex estiveram à altura (11-8)... mas a resposta de Venno não tardou (11-11).
Os estónios transpiravam confiança e um bloco de Kristo Kollo, seguido de um serviço directo de Venno colocou em êxtase a equipa da Estónia (17-13).
Um bloco de Renee Teppan dificultou ainda mais a recuperação dos portugueses (16-21), que acabariam por ver a Estónia selar a passagem à Final com o resultado de 25-18.

Oliver Venno, com 15 pontos, e Marco Ferreira, com 14, foram os melhores pontuadores do jogo. Ver estatística aqui

Hugo Silva, Seleccionador Nacional, reconheceu:
"Acho que o que faltou foi, sobretudo, acreditar um bocadinho mais. Tudo aquilo que a equipa fez até chegar aqui era motivo mais do que suficiente para a equipa ter outro tipo de confiança e acreditar que não se está em finais destas por acaso e que é preciso valor para estar aqui.
Se acreditássemos um bocadinho mais não tínhamos perdido os dois primeiros sets, que fizeram a diferença e afectaram a nossa atitude no terceiro set.
Continuamos a falhar nas bolas simples, precisamos de ter mais paciência no trabalho da bola alta. Sabíamos que a Estónia ia servir forte e que teríamos de ser pacientes para levantar e trabalhar essa bola.
Amanhã é outro jogo e espero que possamos limpar o que aconteceu hoje de menos bom e lutar pelo terceiro lugar, que é agora o nosso objectivo
".

Marco Ferreira foi o melhor pontuador português:
"Cometemos muitos erros, sobretudo no serviço e quando isso acontece frente a uma equipa como a Estónia torna-se muito difícil recuperar. Tivemos hipótese de vencer os dois primeiros sets, mas não conseguimos. Temos de ser mais frios nos momentos cruciais".

Ver mais declarações em www.facebook.com/fpvoleibol

Os dois finalistas desta competição apuram-se para o FIVB Volleyball Challenger Cup Masculinos 2018, a realizar de 20 a 24 de Junho em Matosinhos. Portugal já está apurado como organizador.

Lista de convocados*

AJF Bastardo
Caíque Silva
Valdir Sequeira

SC Espinho
Januário Silva

SL Benfica
Filip Cveticanin

Sporting CP
João Simões
Lourenço Martins
José Pedro Monteiro
João Fidalgo

SV Schwaig (Alemanha)
Phelipe Martins

KB Insurance Stars (Coreia do Sul)
Alexandre Ferreira

OK Saving Bank R&C (Coreia do Sul)
Marco Ferreira

Tourcoing VB (França)
Miguel Tavares Rodrigues

Famalicense AC
José Belo

*Clubes em que estavam inscritos no início da competição

Team Manager - Carlos Prata
Treinador Principal - Hugo Silva
Treinador Adjunto - João José
Médico - Diogo Dias
Fisioterapeuta - João Sousa

Mais informações (estatística, declarações e fotos) aqui

Resumo:
Mais informações na FIVB e na CEV

Ver calendário da Golden European League 2018 e do Europeu 2019

 
PARTILHA ESTE ARTIGO NAS REDES SOCIAIS