28-ABRIL-2018
PORTO VÓLEI x CLUBE K
NA FINAL DA TAÇA DE PORTUGAL

 


O Porto Vólei e o Clube Kairós vão disputar amanhã (17h30, em directo na Sport TV) a Final da Taça de Portugal de seniores femininos, no pavilhão Desportivo Municipal de Santo Tirso, numa organização da Federação Portuguesa de Voleibol e do Município tirsense.

O Porto Vólei conquistou um lugar na Final ao bater, pela margem máxima (3-0: 25-22, 25-11 e 25-22), o Lusófona VC.

Bom começo do jogo, com as duas jovens equipas a jogarem praticamente taco-a-taco até ao primeiro tempo técnico, onde o Porto Vólei chegou em vantagem após um excelente ataque da central Neusa Neto (8-7).
Um serviço directo de Maria Jardim (n.º 1 da Lusófona) manteve os pratos da balança equilibrados (11-11) e a equipa orientada por João Saudade logrou chegar com uma vantagem de dois pontos à segunda paragem obrigatória (16-14).
Sem nunca baixarem os braços, as jogadoras da equipa portuense afinaram a sua defesa baixa e conseguiram passar para a frente no marcador no último terço do parcial (21-20).
Três pontos no bloco da inevitável Neusa consolidaram o triunfo: 25-22.

Um serviço directo de Bárbara Gomes (4-1) consubstanciou a boa entrada do Porto Vólei no segundo set, com as jogadoras orientadas por João David a evidenciarem cada vez mais confiança. Um amorti de Neusa fez o 8-4 e um serviço de Maria Carolina Ferreira o 12-4, pondo a nu as dificuldades sentidas pela Lusófona VC na recepção.
E foi com outro serviço eficaz, este da autoria de Neusa, que o Porto Vólei reforçou a vantagem para números confortáveis (16-6).
Depois, a capitã Tânia Oliveira manteve o caminho aberto (20-10) até à vitória por números desnivelados: 25-11.

No terceiro set, o Lusófona VC tentou o tudo por tudo, mas não conseguiu beliscar a confiança das suas adversárias, a denotarem segurança em todos os fundamentos do jogo (8-3).
Paulatina mas seguramente, as jogadoras do Porto Vólei foram amealhando pontos atrás de pontos (16-6, num ataque de Sofia Gouveia) mas não ganharam para o susto com a reacção das universitárias até ao resultado final: 25-22.

Bárbara Gomes, Neusa Neto e Sofia Gouveia, todas com 12 pontos cada, foram as melhores pontuadoras do jogo. Ver estatística aqui

No final, Neusa Neto (LPorto Vólei) reconheceu:
"O jogo da Final vai ser muito diderente deste. Hoje defrontámos uma equipa jovem e ainda com pouca experiência, à semelhança da nossa e amanhã vamos defrontar uma equipa que é o oposto, pois o Clube K tem jogadoras muito experientes.
Vamos procurar arriscar ao máximo e, sobretudo, jogar com muita alegria, pois isso é o mais importante para uma equipa tão jovem como a nossa.
Frente ao Lusófona, entrámos com algum nervosismo, principalmente porque vínhamos de uma derrota frente a esta equipa no campeonato, mas depois fomos ganhando confiança ao longo do jogo e acabámos por vencer com segurança
".

Mais declarações aqui

Fernanda Silva (Lusófona VC) destacou:
"Há dias em que tudo parece correr mal e hoje foi um dia em que não estivemos no nosso nível habitual. Não conseguimos receber bem e quando a recepção não funciona, condiciona tudo o resto.
para além disso, o nosso serviço não foi agressivo, só no final do terceiro set, mas era muito difícil anular uma desvantagem que chegou a ser de 10 pontos
".

Mais declarações aqui

Açorianas vencem
pela margem máxima

O Clube Kairós venceu hoje o Leixões SC por 3-0 (25-21, 29-27 e 25-23) e apurou-se para a Final da Taça de Portugal de seniores femininos, a disputar amanhã (17h30) no Pavilhão Desportivo Municipal de Santo Tirso.

As matosinhenses entraram melhor no jogo (2-0), mas as açorianas logo protagonizaram a reviravolta, utilizando o seu alto bloco como uma primeira linha de defesa, amortecendo e tirando potência ao ataque da equipa de Mário Martins. Depois, as acções ofensivas complementavam a tarefa ao serem concretizadas com eficácia por Maiara Moreira, Mayara Santana ou Bruna Gianlorenço, a capitã (8-4, 12-5).
A equipa de Paulo Barreto Oliveira chegou com o dobro dos pontos da sua adversária ao segundo tempo técnico (16-8). As sereias intensificaram a velocidade das suas combinações de ataque e reduziram a distância com ataques de Juliana Rosas e Emília Oliveira (16-10). Um bloco da número 8 leixonense fez o 17-12 e empolgou o público, mas um bloco de Jaciara Oliveira, seguido de um serviço directo e de um ataque de Nicole Silva (21-13), tornavam praticamente impossível qualquer recuperação por parte das campeã nacionais.
Não obstante, um serviço directo de Emília, dois ataques de Juliana e um bloco de Ana Couto reequilibraram o jogo (22-20).
Um ataque da central Eduarda Duarte reduziu para a diferença mínima, mas Nicole fez, com um ataque, o 23-21, dando um balão de oxigénio às açorianas, que selariam o triunfo no set com um serviço directo de Maiara Moreira: 25-21.

O Leixões SC entrou de rompante no segundo parcial, com Juliana a e Viviane Isidoro a fazerem as despesas no ataque (5-0).
A distância mantinha-se na primeira paragem obrigatória (8-3). Um serviço directo de Maiara Moreira ainda reduziu (9-6), mas Emilia respondeu à altura e repôs a diferença (11-6).
O Clube K tentava aproximar-se no marcador, mas Juliana continuava a facturar (15-10).
O resultado à chegada ao segundo tempo técnico premiava o ímpeto e a agressividade das leixonenses (16-10).
A reentrada em jogo mostrou um Clube K mais determinado e, sob a batuta atacante de Maiara Moreira e em crescendo de confiança, deram a volta ao marcador (21-19).
Um ataque ao segundo toque da distribuidora Ana Couto igualou a contenda e um ataque de Juliana Rosas permitiu ao Leixões SC recuperar a liderança (22-21).
O equilíbrio perdurou (27-27), mas um bloco de Maiara e um ataque de Yoraxy Alvarez ditaram novo triunfo das açorianas: 29-27.

A preciosa vitória no set anterior deu confiança extra à equipa de Paulo Barreto, que construiu uma pequena vantagem (8-5) mercê da sua determinação mas igualmente de algumas falhas das jogadoras contrárias.
Na segunda paragem obrigatória, a diferença era ainda maior (16-12) e seria aumentada com um serviço directo de Nicole (18-12). Novo serviço directo, este de Yoraxy, tornou tudo mais difícil para as sereias (22-17), que, contudo, reagiram com coragem (22-21, bloco de Juliana) e foram recompensadas com a igualdade a 22 pontos. Mas as açorianas não iriam deixar fugir o pássaro com facilidade e a qualificação para a Final foi selada com um serviço directo de Mayara: 25-23.

Maiara Moreira, com 25 pontos, e Juliana Rosas, com 20, foram as melhores pontuadoras do jogo. Ver estatística aqui

No rescaldo do jogo, Mayara Santana (Clube K) dedicou a vitória à sua família:
"Acreditámos sempre a 100 por cento que era possível estar presente na final. No Campeonato Nacional perdemos nos detalhes, mas trabalhámos muito bem para disputar este jogo.
Mesmo que agora nos apontem como favoritas, temos a humildade de saber que todas as finais têm a sua história e que vamos encontrar um adversário determinado e que vai ser um jogo muito complicado
".

Ana Couto (Leixões SC) salientou:
"O jogo decidiu-se em pequenos pormenores. As duas equipas conhecem-se muito bem. Elas talvez tenham estado melhor nos momentos cruciais: criaram-nos muitas dificuldades na recepção e condicionaram-nos o sideout. Também têm um bloco muito alto e eficaz. O nosso objectivo era conseguir o triplete, mas conquistar dois em três troféus possíveis é um saldo muito positivo".

Mais declarações aqui

A Final será disputada no domingo, pelas 17h30, e será transmitida em directo na Sport TV.

Mais declarações e toda a conferência de Imprensa aqui

Resultados das últimas 11 finais

2017 – AVC Famalicão x Leixões SC, 3-1
2016 – Atlético VC x Porto Vólei 2014, 3-1
2015 – Porto Vólei 2014 x Atlético VC, 3-0
2014 – Colégio do Rosário x CD Ribeirense, 3-2
2013 – CD Ribeirense x GDC Gueifães, 3-1
2012 – CD Ribeirense x Castêlo da Maia GC, 3-0
2011 – CD Ribeirense x CA Trofa, 3-0
2010 – CA Trofa x SC Braga, 3-0
2009 – CD Ribeirense x GDC Gueifães, 3-1
2008 – CS Madeira x GDC Gueifães, 3-0
2007 – CA Trofa x GDC Gueifães, 3-0

Histórico da Taça de Portugal aqui e aqui

Informações adicionais aqui, aqui e em www.fpvoleibol.pt / Facebook

 
PARTILHA ESTE ARTIGO NAS REDES SOCIAIS