22-DEZEMBRO-2017
HOLANDESAS VENCEM TORNEIO WEVZA
E DOMINAM PRÉMIOS INVIDIDUAIS

A Holanda derrotou hoje, na final, a Alemanha por 3-1 (25-18, 24-26, 26-24 e 25-21) e ergueu o troféu de vencedora do Torneio de Sub-Femininos da WEVZA, disputado ao longo dos últimos quatro dias no Pavilhão Municipal de Santa Maria Maior, onde se irá realizar, de 26 a 29 de Dezembro, o Viana Volley Cup, torneio também dedicado aos escalões de formação.

As holandesas, irrepreensíveis nas acções ofensivas – Anna Zijl, Jette Kuippers e Jolijn De Haan – cedo se distanciaram no marcador (10-6, 17-13) rumo à vitória no 1.º set por 25-18.
No segundo set, e quando estava a vencer por 23-21, a Holanda foi surpreendida pela reacção das germânicas, que acabariam por «blindar» o resultado com dois serviços directos: 26-24.
No terceiro set, a Holanda pagou na mesma moeda: 26-24.
Ainda mais motivada, as holandesas não deixaram fugir a oportunidade de vencerem o jogo e o torneio da WEVZA, selando o quarto set com o resultado de 25-21.

Na hora da vitória, o treinador da Holanda, Eelco Beul afirmou:
"Estou muito feliz pelas raparigas, pois mereceram vencer este Torneio, que teve bom nível e boa organização. Tinha-as avisado que jogar um torneio é uma coisa, jogar uma final é totalmente diferente. Tivemos momentos muito bons, à semelhança da Alemanha, mas também cometemos alguns erros bem infantis. É uma equipa que tem muito potencial. Parabéns à Alemanha pela forma como se bateu e parabéns à minha equipa. Esta final será um momento importante para os próximos anos, mas hoje a noite é delas e devem usufruir desta vitória".

A Suíça subiu ao último degrau do pódio ao vencer a aguerrida Espanha por 3-1 (25-27, 28-26, 29-27 e 25-21).
O primeiro set foi disputado ao ritmo de uma toada de equilíbrio (23-23), mas as espanholas lograram alcançar a vitória graças a três pontos (dois ataques e um bloco) da Zona 4 Candela Alonso: 27-25.
O segundo parcial foi o contrário do primeiro. As espanholas chegaram à parte final do set em vantagem (20-16), mas as helvéticas igualaram (20-20) e rumaram ao triunfo: 28-26.
Na senda dos anteriores, o quarto set foi disputado taco-a-taco, com as igualdades consecutivas a terminarem apenas aos 29-27, favoráveis à Suíça.

Johannes Nowotny, treinador da Bélgica, não escondeu a sua alegria:
"Estamos muito felizes com a conquista da medalha de bronze. Não estávamos à espera, mas a equipa acreditou e vencemos bons adversários. Este torneio teve bom nível e foi muito bom para as equipas, bem organizado e gostámos de cá estar... apesar do frio [risos]".

No 5.º lugar ficou a Bélgica ao vencer, por 3-2 (18-25, 27-25, 25-17, 25-27 e 15-11), a França.
As gaulesas dominaram totalmente o primeiro set, construindo uma vantagem (20-15) que praticamente lhe garantiu desde logo o triunfo: 25-18.
No segundo parcial, as francesas voltaram criar um fosso pontual (15-7), mas as belgas, desta vez, foram capazes de o «transpor» (17-16) e alcançar mesmo a vitória por 27-25.
A Bélgica colocou-se em vantagem logo desde o início do terceiro set (7-3) e foi gerindo a distância até aos 25-17 finais.
No quarto set, a França sofreu para se manter na luta. Esteve sempre a perder até aos 23-21, mas a sua reacção foi recompensada com o triunfo por 27-25.
Na «negra», a Bélgica desfez uma igualdade a 9 pontos e só parou com o apito final do árbitro: 15-11.

No final, a capitã belga Caitlin Van De Perre destacou:
"Estamos contentes. Merecemos este quinto lugar, que é fruto do nosso trabalho árduo. Foi pena não termos vencido o primeiro jogo, frente à Suíça, pois ficaríamos no primeiro lugar da poule e hoje disputaríamos a vitória no torneio".

No jogo de atribuição do 7.º e do 8.º lugar, disputado entre Portugal B e Portugal A, a selecção mais forte fez valer o seu favoritismo, tendo vencido por 3-0 (25-20, 25-15 e 25-17), após um começo periclitante, em que esteve a perder por 5-12.

No final, Manuel Almeida, treinador da Selecção Nacional de Sub-17 que vai disputar a qualificação para o Europeu 2018, salientou:
"Não posso esconder alguma desilusão por não termos vencido qualquer jogo na fase dos grupos depois das boas exibições que tivemos de ambas as equipas e fica um amargo de boca sabendo que hoje poderíamos, ou até mesmo deveríamos, ter disputado o 3.º e o 4.º lugar desta competição.
Faltou-nos consistência e discernimento nos momentos decisivos dos sets e dos encontros. Não é de estranhar as dificuldades que as nossas atletas demonstram nesses momentos comparativamente com as atletas das restantes equipas, uma vez que todas as estrangeiras treinam juntas como equipa há cerca de duas épocas e, principalmente, porque competem em escalões seniores. O nosso grupo está a treinar há apenas três meses em dois pólos (Porto e Lisboa) e apenas tivemos duas oportunidades de nos juntarmos antes da concentração para este torneio, concentração essa que aconteceu esta segunda-feira para começar a competir na terça.
Além disso, as nossas jogadoras estão a disputar os Campeonatos Regionais de Iniciadas e Cadetes, com as nítidas diferenças de velocidade, e principalmente ao nível das exigências de leitura e antecipação, capacidades estas que apenas serão adquiridas se jogarem a este nível. O nosso objectivo foi aproveitar este torneio para dar o maior volume de jogo possível ao maior número de atletas que irão disputar a poule de apuramento para o Campeonato de Europa daqui a duas semanas, e nesse aspecto considero o torneio muito produtivo. Levamos importantes lições na bagagem que serão muito úteis para o próximo objectivo competitivo e que servem de motivação para continuarmos esta tentativa de aproximação à realidade internacional
".

Prémios individuais

MVP (Jogadora Mais Valiosa): Jolijn De Haan (HOL)
Melhor Pontuadora: Raquel Montoro (ESP)
Melhor Atacante: Anna Zijl (HOL)
Melhor no Serviço: Chiara Ammirati (SUI)
Melhor Blocadora: Jolijn De Haan (HOL)
Melhor Libero: Erika Kildau (ALE)

Galerias de fotos em www.facebook.com/fpvoleibol

Toda a informação sobre o Torneio Sub-16 da WEVZA aqui e transmissão de jogos em directo e exclusivo no site www.volei.tv e em https://www.youtube.com/c/VoleiTVPortugal

Recorde-se que aquela que é conhecida como a Princesa do Lima e/ou a Princesa do Minho recebeu, já este ano, as poules europeias de qualificação para os Campeonatos do Mundo de Sub-21 Masculinos e de Sub-20 Femininos, ambas em 6 a 8 de Janeiro, e a poule europeia de qualificação para o Campeonato do Mundo de Seniores Femininos, de 31 de Maio a 4 de Junho.

Este torneio da WEVZA insere-se no plano de preparação da Selecção Nacional de Sub-17 que visa a participação na Poule de Apuramento para o Campeonato da Europa de Sub-17 Femininos, a disputar de 5 a 7 de Janeiro de 2018 na Hungria.

A fase final do Campeonato da Europa de Sub-17 femininos realiza-se de 13 a 21 de Abril de 2018 na Bulgária.

A WEVZA, que foi constituída no dia 26 de Setembro de 2013, integra oito países – Portugal, Espanha, Alemanha, Bélgica, Itália, Holanda, França e Suíça – e tem como Presidente o português Vicente Araújo, Vice-Presidente da FPV, e como Vice-Presidentes o belga Willy Bruninx, da Federação Belga, e o francês Eric Tanguy, Presidente da Federação Francesa.

 
PARTILHA ESTE ARTIGO NAS REDES SOCIAIS